Formação de professores: os desafios dos novos profissionais

Formação de professores – Elefante Letrado – 12/03/2018.

A formação de professores é assunto cada vez mais recorrente nos debates sobre educação no país. Isso se deve ao fato de que a melhoria do aprendizado dos alunos está diretamente ligada à qualificação do educador. A atualização permanente deve ser um compromisso de cada profissional. Contudo, as escolas também precisam dar apoio e investir na atualização de seus professores.

Atualização contínua na formação de professores

Segundo dados do Censo da Educação de 2016, dos quase 2,2 milhões de professores da Educação Básica, cerca de 480 mil possuem apenas o Ensino Médio. Ainda, mais de 6 mil só concluíram o Ensino Fundamental. Somente 1,6 milhão fez um curso de licenciatura e 95 mil – mesmo tendo formação superior – não fizeram uma licenciatura.

Pensando nisso, o Plano Nacional de Educação (PNE) direcionou quatro de suas 20 metas aos professores. Além de valorizar o profissional e apresentar um plano de carreira, o PNE prevê não apenas a formação básica, mas também a formação continuada. Aumenta para 3.200 horas – até então eram 2.800 – o tempo mínimo para formação de professores em cursos de licenciatura e prevê a necessidade de garantir atualização permanente.

A presença das novas tecnologias na educação

Já se foi o tempo em que as novas tecnologias eram encaradas como um problema para a educação. Atualmente, os recursos digitais têm sido cada vez mais usados como ferramentas para potencializar a aprendizagem e o desenvolvimento dos alunos.

Os professores, uma vez compreendidas as necessidades e expectativas presentes no século XXI, poderão identificar os recursos mais adequados. Buscarão, portanto, promover uma educação de qualidade, utilizando a tecnologia a seu favor.

Ao serem incluídas no processo de ensino, as novas ferramentas contribuem para a promoção de práticas pedagógicas mais criativas. Isso resulta em um maior protagonismo dos alunos e, por consequência, resultados mais efetivos.

Transformando o ensino e o processo de aprendizagem

O trabalho com educação demanda uma reflexão contínua sobre os modos de ensinar e de projetar a experiência dos alunos em sala de aula. Isso implica a necessidade, tanto de conhecimentos específicos nas diferentes áreas, quanto a atitude de pesquisa permanentemente sobre o que há de novo nas formas de ensinar.

Os professores, contudo, terão dificuldades em ver os resultados de seus esforços se não puderem contar com o apoio das instituições em que trabalham. Esse apoio pode vir na disponibilização de espaços para estudos e pesquisa, na proposição de mais tempo de planejamento ou ainda na capacitação para o uso das novas tecnologias educacionais.

Cada vez mais, a ideia de um currículo para a formação continuada de professores bate à porta das escolas. Constituindo-se, dessa forma, em verdadeiras comunidades de aprendizagem. Na escola do século XXI, os alunos não são os únicos que precisam aprender.

Você sabe qual é o impacto do professor no desenvolvimento da compreensão leitora de seus alunos? Entenda melhor sobre o papel do educador enquanto mediador da leitura.

Gostou? Compartilhe! Siga o Elefante Letrado no Facebook

 

 

Sem Comentários

Deixe um Comentário!

O seu e-mail não vai ser publicado!

Fale Conosco

+55 51 3407-8090
suporte@elefanteletrado.com.br