Música para os pequenos: por que é tão importante?

Música para os pequenos: por que é tão importante?

Você sabia que a música é um elemento extremamente importante para o desenvolvimento cognitivo dos bebês e crianças pequenas? Isso acontece porque o cérebro das crianças ainda está crescendo e se desenvolvendo e, por isso, funciona como esponja que absorve tudo o que está acontecendo ao seu redor.

Uma pesquisa recente desenvolvida por Crystal Gibson, Bradley Folley e Sohee Park (disponível na revista Brain and Cognition) revelou que quando escutamos música utilizamos ambos os lados do cérebro, o que faz com que ela seja muito valiosa para um desenvolvimento ainda completo. Além disso, a música afeta o crescimento do cérebro em vários aspectos diferentes: cognitivamente, emocionalmente, fisicamente e artisticamente. Confira no texto de hoje os vários benefícios que a música e a educação musical podem oferecer ao seu filho!

1. Melhora o aprendizado

shutterstock_243775450.jpg 2

Uma investigação acerca do assunto, realizada por Chris Brewer (disponível no livro Music and Learning), revelou que a aprendizagem de música facilita o aprendizado de outras disciplinas e reforça as habilidades cognitivas que as crianças irão usar em outras atividades.

2. Ajuda no desenvolvimento da linguagem

shutterstock_129566855.jpg 2

A alfabetização e o desenvolvimento da linguagem são altamente beneficiados pela música. Crianças pequenas, que entram em contato com a música desde cedo, terão muito mais facilidade em se alfabetizarem, aprendendo a ler e a escrever melhor e com mais facilidade.

Para o neurologista do Hospital Pequeno Príncipe (PR) Antonio Carlos de Farias, em entrevista para a Revista Crescer, “os princípios de aprender uma canção e de ler um texto são muito parecidos. É a transformação da língua falada em símbolos que precisam ser decodificados”.

Já segundo a Children’s Music Workshop, o efeito da música para o desenvolvimento da linguagem pode ser visto no cérebro. Segundo a instituição, estudos recentes mostram que treinamento musical desenvolve fisicamente a parte do lado esquerdo do cérebro, que é conhecido também por ser responsável pela linguagem.

3. Pode aumentar o QI

shutterstock_264217631.jpg 2

Um estudo realizado por E. Glenn Schellenberg, da Universidade de Toronto em Mississauga, demonstrou que houve um leve aumento no QI de crianças de seis anos que receberam aulas semanais de piano e canto. Schellenberg proporcionou nove meses de lições de piano e canto para crianças de seis anos de idade. Além disso, também proporcionou para outro grupo aulas de teatro, enquanto um terceiro grupo de crianças não recebeu nenhum tipo de educação complementar.

Surpreendentemente, as crianças que receberam aulas de música ao longo do ano escolar tiveram aumento de 3 pontos no resultado do seu teste de QI em relação às demais. As crianças que tiveram aulas de teatro, por outro lado, embora não tenham obtido um aumento de QI, conquistaram uma melhora no desenvolvimento dos comportamentos sociais.

4. Faz o cérebro trabalhar mais

shutterstock_291890573.jpg 2

Uma outra pesquisa indica que o cérebro de um músico, ainda um jovem, funciona de forma diferente em relação ao de quem não pratica música. Quando uma criança pratica algum instrumento, ela usa mais o cérebro, desenvolvendo-o e apresentando maior crescimento neural. Estes benefícios foram verificados pelo Dr. Eric Rasmussen, presidente do Departamento de Música da Primeira Infância da The Johns Hopkins University.

De fato, um estudo conduzido por Winner Ellen, professor de psicologia na Boston College, e por Gottfried Schlaug, professor de neurologia da Beth Israel Deaconess Medical Center e Harvard Medical School, encontrou alterações nas imagens cerebrais de crianças submetidas a 15 meses de lições semanais de música. Os estudantes que receberam instrução musical apresentaram melhoras na discriminação de sons e tarefas motoras finas. As imagens do cérebro mostraram alterações positivas no cérebro.

Os benefícios que a música possui ao desenvolvimento da criança são inegáveis. Eles irão desenvolver melhor o cérebro dos pequenos, bem como as atividades sociais, psicológicas e até mesmo motoras (no caso em que houver aprendizagem de algum instrumento ou de canto).

Qual atividade você teria interesse em inserir na vida escolar do seu filho em 2016? Compartilhe conosco nos comentários!

Sem Comentários

Deixe um Comentário!

O seu e-mail não vai ser publicado!

Fale Conosco

+55 51 3407-8090
suporte@elefanteletrado.com.br